Opções de procura
Home Sala de imprensa Notas explicativas Estudos e publicações Estatísticas Política monetária O euro Pagamentos e mercados Carreiras
Sugestões
Ordenar por

O que o Banco Central Europeu faz e o que implica para si

Orgulhamo‑nos de servir 340 milhões de europeus que utilizam o euro todos os dias

Com os euros que tem na carteira pode comprar amanhã o mesmo que hoje? Pode confiar no seu banco nos períodos favoráveis e desfavoráveis? Somos 4000 pessoas a trabalhar no BCE para garantir que a resposta a estas perguntas é, inequivocamente, “sim”.

Estamos localizados em Frankfurt, mas somos de toda a Europa e falamos 24 línguas diferentes. Também colaboramos estreitamente com os colegas dos bancos centrais dos países da área do euro. Continue a ler e fique a conhecer 10 aspetos do nosso trabalho que estão relacionados consigo.

Queremos que confie que o seu salário não perderá valor – um poder de compra estável também ajuda a economia e o emprego

1. Salvaguardamos o valor dos seus euros

Não queremos que os preços subam tanto que o seu dinheiro perca rapidamente valor. Também não queremos um período de descida contínua dos preços que leve as pessoas a adiar compras, pois isso pode resultar num abrandamento da economia e em perdas de postos de trabalho. Com preços estáveis, as pessoas e as empresas podem fazer planos para o futuro mais facilmente.

2. O nosso trabalho apoia a economia e o emprego

Utilizamos vários instrumentos de política monetária para manter os preços estáveis. A manutenção dos preços estáveis apoia a economia, os rendimentos das pessoas e a criação de postos de trabalho. Os nossos instrumentos incluem definir as taxas de juro diretoras da economia, conceder empréstimos aos bancos para reforçar o fluxo de crédito às famílias e às empresas e comprar ativos para ajudar as condições de financiamento em todos os segmentos da economia.

Queremos que poupe e invista com confiança e, portanto, supervisionamos os bancos e o sistema financeiro

3. Supervisionamos o seu banco

Para assegurar que pode confiar nos bancos na área do euro, desde 2014, controlamos se são sólidos e resilientes. Quando identificamos problemas, exigimos que adotem medidas corretivas. Supervisionamos diretamente os bancos de maior dimensão e, na supervisão dos bancos de menor dimensão, trabalhamos em conjunto com as autoridades de supervisão nacionais.

4. Estamos atentos à estabilidade do sistema financeiro

O objetivo é garantir que, mesmo em períodos de turbulência, as pessoas podem aceder às suas contas bancárias, as empresas podem efetuar e receber pagamentos e os investidores podem fazer negócio. Um sistema resiliente é capaz de resistir a choques sem grandes perturbações.

Garantimos que pode efetuar pagamentos com segurança, seja em numerário, com cartão ou através da Internet

5. Produzimos notas de euro

Seria capaz de identificar uma nota falsa? Em colaboração com os 19 bancos centrais nacionais dos países da área do euro, introduzimos uma nova série de notas de euro nos últimos anos, com elementos de segurança atualizados que tornam a contrafação mais difícil.

6. Asseguramos que pode realizar pagamentos eletrónicos com segurança

Quando efetua um pagamento em euros com cartão ou através da Internet, asseguramos que esse pagamento é processado de forma segura e eficiente, quer através dos nossos próprios sistemas, quer através dos sistemas que supervisionamos. Os nossos sistemas estão entre os que permitem aos bancos transferir dinheiro no conjunto da UE em apenas alguns segundos.

Com a segurança do seu dinheiro em mente, analisamos as novas tecnologias e a cibersegurança

7. Investigamos os criptoativos e a tecnologia de cadeia de blocos

Como é que as “criptomoedas” podem afetar os bancos e o seu dinheiro? Como podem as novas tecnologias em que assentam – por exemplo, a tecnologia de cadeia de blocos (blockchain) – melhorar a forma como efetuamos pagamentos? Estes são alguns dos aspetos que estão a ser estudados pelas nossas equipas de inovação.

8. Ajudamos o seu banco a ser ciber‑resiliente

Com vista a garantir a segurança do seu dinheiro face ao cibercrime, instamos a comunidade financeira a unir esforços e a preparar‑se para eventuais ciberataques. A preparação necessária inclui realizar testes de ciber‑resiliência com a ajuda de “hackers éticos”, que tentam aceder aos sistemas dos bancos para identificar deficiências.

Estamos aqui por si e para si

9. Somos independentes para poder agir no seu melhor interesse

A nossa independência significa que não nos deixamos influenciar por considerações políticas de curto prazo. Pelo contrário, centramo‑nos no que é melhor para a economia no médio prazo, de modo a que as pessoas que vivem na área do euro desfrutem de estabilidade.

10. Prestamos‑lhe contas

O que fazemos tem efeitos para si e para os milhões de pessoas e empresas da área do euro, afetando, em particular, as suas decisões de poupar ou investir, de solicitar ou conceder empréstimos. Por esse motivo, procuramos explicar‑lhe a nossa atuação e estamos legalmente obrigados a prestar contas perante os seus representantes eleitos no Parlamento Europeu.

Sabemos que pode ser difícil entrar em contacto connosco.

Contudo, gostaríamos de dialogar consigo mais vezes. Esta é a nossa página de contactos. Também pode comunicar connosco no Twitter, LinkedIn e Instagram. Embora o nosso centro de visitantes em Frankfurt esteja atualmente encerrado, devido ao coronavírus (COVID‑19), pode fazer uma visita virtual onde quer que esteja no mundo.