Opções de pesquisa
Página inicial Sala de Imprensa Notas explicativas Estudos e publicações Estatísticas Política monetária O euro Pagamentos e mercados Carreiras
Sugestões
Ordenar por

As alterações climáticas e o BCE

As alterações climáticas podem afetar a estabilidade de preços. Por conseguinte, daremos o nosso contributo para lhes fazer face, no âmbito do nosso mandato.

As alterações climáticas podem afetar a estabilidade de preços através dos fenómenos meteorológicos extremos e das incertezas relacionadas com a transição para uma economia hipocarbónica.

No BCE, estamos empenhados em ter em conta o impacto das alterações climáticas no nosso quadro de política monetária.

Embora os governos e os parlamentos nacionais sejam os principais responsáveis por agir em matéria de alterações climáticas, faremos a nossa parte no contexto do nosso mandato.

O nosso plano de ação para fazer face às alterações climáticas

Em resultado do nosso recente reexame da estratégia de política monetária, decidimos um plano de ação com um roteiro ambicioso para integrar, de várias formas, considerações sobre as alterações climáticas nos nossos quadros de políticas.

Comunicado

Quais são as etapas do nosso roteiro climático?

O nosso plano de ação estabelece um roteiro ambicioso para ter em conta os efeitos das alterações climáticas. Esse roteiro compreende três grandes etapas, que guiam o nosso compromisso de combater as alterações climáticas e dar o nosso contributo.

Saiba mais

Centro dedicado às alterações climáticas

O nosso centro dedicado às alterações climáticas molda e orienta a agenda climática do BCE e agrega o nosso trabalho sobre alterações climáticas e financiamento sustentável. Coordena igualmente todas as atividades contempladas no nosso roteiro climático.

Comunicado

Vertentes de trabalho

O nosso roteiro estabelece a direção que pretendemos tomar, mas já iniciámos o trabalho relacionado com as alterações climáticas em quatro vertentes importantes.

Análise económica

Os especialistas do BCE asseguram que as alterações climáticas são tidas em conta nos modelos macroeconómicos do BCE, nos seus métodos de previsão e nas análises dos riscos.

Mais informação

Supervisão bancária

As autoridades de supervisão interagem com os bancos para monitorizar as medidas relativas aos riscos decorrentes das alterações climáticas. O objetivo é assegurar que os bancos têm capacidade para detetar e gerir esses riscos corretamente.

Mais informação

Política monetária e carteiras de investimento

No contexto dos programas do BCE de compra de ativos, investimos em obrigações verdes, tendo em consideração a necessidade de evitar distorções do mercado.

Mais informação

Estabilidade financeira

Técnicos especializados em estabilidade financeira medem e avaliam os riscos que as alterações climáticas representam para o sistema financeiro. Os resultados são comunicados ao público, aos participantes no mercado e aos decisores de políticas.

Mais informação

Outras iniciativas

BCE Verde

Estamos continuamente a trabalhar no sentido de reduzir a pegada ecológica do BCE. Se tiver interesse em saber o que alcançámos até à data, consulte a nossa página sobre proteção ambiental.

Hora do Planeta

O BCE participa na iniciativa “Earth Hour” (referida em português como “Hora da Terra” ou “Hora do Planeta”) desde 2012. Desligando as luzes do nosso edifício principal, procuramos sensibilizar para as alterações climáticas.

Podcast do BCE: Teste de esforço centrado nos riscos climáticos: o momento para agir é agora!

Quais são os resultados do nosso primeiro teste de esforço a nível do conjunto da economia centrado nos riscos climáticos? O que significam para as pessoas, as empresas e os bancos? Neste episódio do Podcast do BCE, a nossa anfitriã Katie Ranger discute estas questões com o vice‑presidente Luis de Guindos e Irene Heemskerk, a responsável pelo nosso centro dedicado às alterações climáticas.

Mais informação
VEJA TAMBÉM

O BCE colabora com outras instituições no domínio das alterações climáticas

Resposta do Eurosistema a uma estratégia renovada de financiamento sustentável

O BCE e os bancos centrais nacionais dos países que adotaram o euro estão prontos a apoiar o trabalho da Comissão Europeia no desenvolvimento de uma estratégia renovada de financiamento sustentável e na melhoria da divulgação de informação não financeira. Identificámos cinco prioridades importantes em resposta às consultas públicas lançadas pela Comissão.

Leia a nossa resposta

Rede para a Ecologização do Sistema Financeiro

O BCE integra a Rede para a Ecologização do Sistema Financeiro (Network for Greening the Financial System – NGFS), um grupo de bancos centrais e autoridades de supervisão financeira dos cinco continentes, que visa identificar formas de apoiar uma transição sem problemas para uma economia hipocarbónica. Em 2020, o BCE passou a ser membro do órgão de administração da rede, o Comité Diretor.

Visite o sítio da NGFS

Todas as páginas desta secção