Proteção ambiental no BCE

Uma instituição europeia como o BCE tem um papel a desempenhar na proteção do meio ambiente e no combate às alterações climáticas. Para melhorar o desempenho ambiental e reduzir o mais possível a pegada de carbono, o BCE adotou, em 2007, a sua política ambiental e está registado no Sistema de Ecogestão e Auditoria (Eco-Management and Audit Scheme – EMAS) da União Europeia desde 2010.

2018
Declaração ambiental

Desde 2008, o BCE

reduziu as emissões de carbono por posto de trabalho em 69%

reduziu o consumo de energia por posto de trabalho em 54%

reduziu o consumo de papel de escritório por posto de trabalho em 48%

Em 2018, o BCE

aperfeiçoou os instrumentos de facilitação de reuniões online para reduzir a pegada de carbono relacionada com as viagens

reduziu o desperdício de plástico ao substituir cerca de 2 500 recipientes descartáveis diários por chávenas de cerâmica reutilizáveis

aumentou a biodiversidade local ao colocar abrigos exteriores para aves, morcegos e insetos

Proteção ambiental
no BCE

Mais informação
sobre proteção ambiental no BCE e em outras instituições da UE

Política ambiental

Esta política estabelece um conjunto de medidas claras que ajudam o BCE a melhorar o desempenho ambiental e a minimizar a pegada ecológica.

Características do edifício principal do BCE em termos de poupança energética

Fique a saber como reciclamos a energia, o calor e a água da chuva para tornar o nosso arranha-céus o mais ecológico possível.

Colaboração interinstitucional

Saiba mais acerca do modo como as instituições europeias registadas no EMAS trabalham em conjunto para reduzir a sua pegada ecológica.

Publicações anteriores