Comité Delors (1988 – 1989)

O Comité para o estudo da União Económica e Monetária, mais conhecido como Comité Delors, foi constituído em junho de 1988. A sua criação decorreu de um mandato do Conselho Europeu no sentido de analisar e propor fases concretas conducentes à União Económica e Monetária europeia. O Comité foi presidido por Jacques Delors, à data Presidente da Comissão Europeia. Era constituído pelos governadores dos bancos centrais dos Estados-Membros da Comunidade Económica Europeia e por outros membros. Entre eles, encontrava-se Alexandre Lamfalussy, então Diretor-Geral do Banco de Pagamentos Internacionais, sediado em Basileia, que veio a tornar-se o primeiro Presidente do Instituto Monetário Europeu.

O Comité Delors cumpriu o seu mandato através da publicação, em abril de 1989, de um relatório intitulado “União Económica e Monetária na Comunidade Europeia”. Entre outras propostas, o relatório preconizava três fases para a realização da União Económica e Monetária, tendo contribuído para o desenvolvimento do processo de unificação monetária e económica.

Os registos do Comité Delors encontram-se em suporte de papel e estão distribuídos por 12 caixas, abrangendo as reuniões realizadas entre setembro de 1988 e abril de 1989, bem como a elaboração e finalização do Relatório Delors. Os documentos estão redigidos principalmente em inglês e francês.