Estabilidade financeira e política macroprudencial

Financial stability

O BCE acompanha a evolução do setor bancário da área do euro e do conjunto da União Europeia, bem como de outros setores financeiros, a fim de identificar eventuais vulnerabilidades e avaliar o grau de resiliência do sistema financeiro.

Desempenha essas funções em parceria com os restantes bancos centrais do Eurosistema e do Sistema Europeu de Bancos Centrais.

São utilizadas políticas macroprudenciais para fazer face ao surgimento de possíveis riscos sistémicos no sistema financeiro. O principal objetivo dessas políticas é preservar a estabilidade financeira.

Definição de estabilidade financeira

A estabilidade financeira pode ser definida como uma condição na qual o sistema financeiro – que inclui intermediários financeiros, mercados e infraestruturas de mercado – tem capacidade para resistir a choques e a desequilíbrios financeiros.

Essa condição reduz a possibilidade de ocorrerem perturbações no processo de intermediação financeira que sejam suficientemente graves para terem um impacto adverso na atividade económica real.

Estabilidade financeira em destaque

As políticas macroprudenciais visam:

  • prevenir a acumulação excessiva de riscos, resultante de fatores externos e perturbações do mercado, de modo a regularizar o ciclo financeiro (dimensão temporal)
  • tornar o setor financeiro mais resiliente e limitar os efeitos de contágio (dimensão transversal)
  • fomentar regulamentação financeira assente numa perspetiva global do sistema, a fim de criar um conjunto adequado de incentivos para os participantes no mercado (dimensão estrutural)

Grupos de contacto

Fórum de diálogo com o setor bancário (página não disponível em português)
Grupo de contacto sobre estabilidade financeira (página não disponível em português)

Principais publicações