Menu

COMUNICADO

BCE lança reexame da sua estratégia de política monetária

23 de janeiro de 2020

  • O reexame abrangerá uma formulação quantitativa da estabilidade de preços, os instrumentos de política monetária, as análises económica e monetária e as práticas de comunicação.
  • Outras considerações, como a estabilidade financeira, o emprego e a sustentabilidade ambiental, serão também contempladas.
  • O exercício deverá estar concluído até ao final de 2020.
  • O reexame assentará numa análise aprofundada e será realizado com abertura de espírito, envolvendo todas as partes interessadas.

O Conselho do Banco Central Europeu (BCE) lançou hoje um reexame da sua estratégia de política monetária. A estratégia de política monetária foi adotada em 1998 e alguns dos seus elementos foram clarificados em 2003.

Desde 2003, verificam-se alterações estruturais profundas na economia da área do euro e na economia mundial. A diminuição do crescimento tendencial, em resultado do abrandamento da produtividade e do envelhecimento da população, bem como o legado da crise financeira levaram a uma descida das taxas de juro, restringindo a margem do BCE e de outros bancos centrais para reduzir a restritividade da política monetária através de instrumentos convencionais em resposta a uma evolução cíclica adversa. Além disso, dar resposta a uma inflação baixa é diferente do desafio histórico de lidar com uma inflação elevada. As ameaças à sustentabilidade ambiental, a rapidez da digitalização, a globalização e a evolução das estruturas financeiras transformaram ainda mais o enquadramento em que a política monetária opera, incluindo a dinâmica da inflação.

À luz destes desafios, o Conselho do BCE decidiu lançar um reexame da sua estratégia de política monetária, no pleno respeito do seu mandato de manutenção da estabilidade de preços, tal como consagrado no Tratado.

“Dado que as nossas economias enfrentam alterações profundas, é oportuno um reexame da estratégia para assegurar que cumprimos o nosso mandato no interesse dos cidadãos europeus”, afirmou a presidente Christine Lagarde.

O Conselho do BCE fará um balanço da forma como, ao longo dos anos, a estratégia de política monetária apoiou o cumprimento do mandato do BCE estabelecido no Tratado e considerará se algum dos elementos da mesma carece de ajustamento. A formulação quantitativa da estabilidade de preços, assim como as abordagens e os instrumentos para a consecução da estabilidade de preços, terão um papel de destaque no exercício. O reexame terá também em conta o modo como outras considerações, nomeadamente a estabilidade financeira, o emprego e a sustentabilidade ambiental, podem ser relevantes na prossecução do mandato do BCE. O Conselho do BCE analisará a eficácia e os potenciais efeitos secundários dos instrumentos de política monetária desenvolvidos ao longo da última década. Examinará a forma como as análises económica e monetária, com base nas quais o BCE avalia os riscos para a estabilidade de preços, devem ser atualizadas, também à luz das tendências atuais e de novas tendências. Por último, analisará as suas práticas de comunicação.

O processo deverá estar concluído até ao final do ano. O Conselho do BCE será guiado por dois princípios: uma análise aprofundada e abertura de espírito. Nessa conformidade, o Eurosistema promoverá o envolvimento de todas as partes interessadas.

Para resposta a eventuais perguntas dos meios de comunicação social, contactar Eva Taylor (tel.: +49 69 1344 7162).

Find out more

Contactos de imprensa