Quais são os benefícios do euro?

14 de novembro de 2018 (atualizado em 16 de janeiro de 2019)

A moeda única é partilhada por mais de 340 milhões de cidadãos europeus. O euro é uma parte importante do nosso quotidiano – temos euros na nossa carteira e na nossa conta bancária. Contudo, é muito mais do que um meio de pagamento conveniente. Permite satisfazer necessidades e ambições importantes. É uma moeda estável e segura, que possibilita poupar e investir com confiança. Torna mais fácil viver, trabalhar e estudar noutro país da área do euro. O euro aproxima-nos.

O euro já existe há 20 anos e, nesse período, provou ser uma moeda estável e que inspira confiança. Nós, no BCE, em conjunto com os bancos centrais dos países da área do euro, velamos pelo euro para que possa estar confiante de que o seu dinheiro está seguro e possa beneficiar do euro de várias maneiras, hoje e no futuro.

Estabilidade e prosperidade

Tal como a maioria de nós, é provável que deseje prosperidade económica e um bom emprego para se sustentar e sustentar a sua família. Como banco central, ao mantermos os preços estáveis, contribuímos para o crescimento da economia e a criação de emprego. O nosso objetivo primordial é manter a estabilidade de preços, criando assim condições favoráveis à prosperidade e a um futuro economicamente estável, para o qual se podem fazer planos. No dia a dia, preços estáveis significam que pode sentir confiança no valor futuro do seu dinheiro e que as empresas podem investir e crescer. Pode confiar que um euro hoje valerá um euro amanhã.

Juntos, somos mais fortes

Como cidadãos europeus, formamos uma comunidade culturalmente diversa de pessoas que partilham valores semelhantes. Juntos, queremos preservar a paz, a democracia e a liberdade. Aspiramos também a uma maior prosperidade económica e a ter uma voz mais forte na cena internacional.

Ao unirmo-nos para formar o maior bloco comercial do mundo e criar um mercado único para a Europa, continuamos a avançar com êxito no sentido de cumprir os nossos objetivos. O euro promoveu a integração europeia ao possibilitar às pessoas que vivem na área do euro beneficiar das vantagens do mercado único.

As notas e moedas de euro nas nossas carteiras são um símbolo tangível da unidade europeia. O euro dá-nos um sentimento de pertença e lembra-nos diariamente o muito que já alcançámos.

Com o euro é mais fácil

Pode utilizar os euros que tem na carteira em 19 países europeus, sem precisar de trocar dinheiro ou pagar comissões de câmbio. Torna mais conveniente e barato viajar para esses países e simplifica outros aspetos da nossa vida, tais como estudar, trabalhar ou viver no estrangeiro. O euro permite aos consumidores da área do euro comparar preços diretamente e efetuar pagamentos além fronteiras. Também ajuda a reduzir as preocupações das empresas com as taxas de câmbio.

Sabia que

Nos últimos 20 anos, desde a introdução do euro, os preços na área do euro mantiveram-se estáveis.

Desde 1 de janeiro de 1999, a inflação tem sido, em média, de 1,7%. Esta percentagem é inferior à taxa de inflação média registada nos vários países nas décadas de 1970, 1980 e 1990, quando estes ainda não tinham adotado o euro.

Juntos, tornámo-nos mais ricos.

O produto interno bruto (PIB) por pessoa a viver na União Europeia seria hoje provavelmente 1/5 mais baixo, se não tivesse ocorrido qualquer integração desde a Segunda Guerra Mundial.

A área do euro é uma das economias mais fortes e de maior dimensão do mundo.

Em termos de PIB por pessoa, ocupa a segunda posição entre as principais economias.

O euro é uma das moedas mais importantes a nível mundial.

A proporção de pagamentos internacionais efetuados em euros e em dólares dos Estados Unidos é quase idêntica, sendo o euro a segunda moeda preferida mundialmente na contração e concessão de empréstimos.

O apoio popular ao euro é forte e cada vez maior.

De acordo com os resultados do inquérito Eurobarómetro do outono de 2018, 3/4 das pessoas que vivem na área do euro (75%) apoiam o euro – o nível mais elevado desde 2004.

Já alcançámos mais de 70 anos consecutivos de paz na União Europeia!

Atualização: o presente texto explicativo foi atualizado em 16 de janeiro de 2019, a fim de refletir os resultados do inquérito Eurobarómetro do outono de 2018.