COMUNICADO

Contrafação de notas de euro permaneceu reduzida no segundo semestre de 2019

24 de janeiro de 2020

  • Foram retiradas de circulação 308 000 notas de euro contrafeitas no segundo semestre de 2019.
  • Mais de 70% dessas contrafações eram notas de €20 e €50.
  • As notas de euro continuam a ser um meio de pagamento seguro e de confiança.
  • Todas as notas de euro podem ser verificadas através do método “tocar, observar e inclinar”.

No segundo semestre de 2019, foram retiradas de circulação 308 000 notas de euro contrafeitas, o que constitui um aumento de 22,7% face ao primeiro semestre de 2019 e mais 17,6% do que no segundo semestre de 2018. A probabilidade de se receber uma nota contrafeita é efetivamente diminuta, atendendo a que a quantidade de contrafações permanece muito reduzida, em comparação com o número de notas de euro genuínas em circulação, o qual tem aumentado continuamente, a taxas superiores ao crescimento do produto interno bruto (PIB), desde a introdução das notas de euro (ver os dados relativos às notas de euro em circulação). A quantidade de notas de euro contrafeitas detetadas anualmente por milhão de notas genuínas em circulação é muito baixa (ver o quadro seguinte). Estão em circulação cerca de 24 mil milhões de notas de euro, com um valor total próximo de 1,3 biliões de euros.

Quantidade de notas de euro contrafeitas detetadas anualmente por milhão de notas genuínas em circulação

Valores semestrais

Período

S2 2016

S1 2017

S2 2017

S1 2018

S2 2018

S1 2019

S2 2019

Quantidade de contrafações

353 000

331 000

363 000

301 000

262 000

251 000

308 000

Desagregação por denominação no segundo semestre de 2019

Denominação

€5

€10

€20

€50

€100

€200

€500

Percentagem do total

2,4%

13,5%

34,2%

36,5%

9,6%

1,4%

2,4%

Durante o segundo semestre de 2019:

  • as notas de €20 e €50 continuaram a ser as mais contrafeitas, representando, em conjunto, mais de 70% do total de contrafações;
  • a maioria das notas contrafeitas (96,4%) foi detetada em países da área do euro, tendo as restantes sido apreendidas em Estados-Membros da União Europeia não pertencentes à área do euro (3,0%) e em outras partes do mundo (0,6%).

Verifique as notas que recebe!

Registou-se um aumento no número de contrafações de baixa qualidade retiradas de circulação. Estas são fáceis de detetar, devido à má qualidade das imitações dos elementos de segurança. A utilização de notas contrafeitas para efetuar pagamentos constitui um crime, que pode resultar numa ação penal. Desde o lançamento da primeira série de notas de euro, o Eurosistema – ou seja, o Banco Central Europeu (BCE) e os 19 bancos centrais nacionais da área do euro – aconselha os cidadãos a estarem atentos e a verificarem as notas que recebem. As notas verdadeiras podem ser identificadas através do método “tocar, observar e inclinar”, descrito na secção dedicada ao euro do sítio do BCE e nos sítios dos bancos centrais nacionais. Se receber uma nota suspeita, deve compará-la diretamente com outra que saiba ser verdadeira. Caso as suas suspeitas se confirmem, contacte as autoridades policiais ou, dependendo da prática nacional, o banco central ou o seu próprio banco. O Eurosistema apoia as autoridades policiais no combate à contrafação de moeda.

O Eurosistema desenvolve diversas atividades de comunicação para ajudar as pessoas a distinguir entre notas genuínas e contrafeitas, bem como para auxiliar os profissionais que operam com numerário a assegurar que as máquinas de tratamento e processamento de notas podem identificar com fiabilidade e retirar de circulação as contrafações.

Compete ao Eurosistema salvaguardar a integridade das notas de euro e continuar a melhorar a tecnologia de produção de notas. A segunda série de notas de euro − a série “Europa” − é ainda mais segura e contribui para manter a confiança do público na moeda.

Para resposta a eventuais perguntas dos meios de comunicação social, contactar Esther Tejedor (tel.: +49 69 1344 95596).

Speaking engagements

Contactos de imprensa