COMUNICADO

Contrafação de notas de euro permanece reduzida no primeiro semestre de 2017

21 de julho de 2017
  • No primeiro semestre de 2017, foram retiradas de circulação 331 000 notas de euro contrafeitas.
  • As notas de €20 e €50 representaram cerca de 85% das contrafações.
  • Todas as notas de euro podem ser verificadas através do método “tocar, observar e inclinar”.
  • As notas de euro continuam a ser um meio de pagamento seguro e de confiança.

No primeiro semestre de 2017, foram retiradas de circulação cerca de 331 000 notas de euro contrafeitas, o que constitui uma redução face ao segundo semestre de 2016. Por conseguinte, a probabilidade de se receber uma nota contrafeita é diminuta. A quantidade de contrafações permanece muito reduzida, em comparação com o número de notas de euro genuínas em circulação, que tem aumentado continuamente, a taxas superiores ao crescimento do produto interno bruto (PIB), desde a introdução das notas de euro. Em 2016, por exemplo, a quantidade e o valor das notas de euro em circulação aumentaram, respetivamente, cerca de 7.0% e 3.9%. Presentemente, encontram-se em circulação mais de 20 mil milhões de notas de euro, com um valor total superior a €1.1 biliões.

A tendência semestral é ilustrada no quadro seguinte:

Período

2014/1

2014/2

2015/1

2015/2

2016/1

2016/2

2017/1

Quantidade de contrafações

331 000

507 000

454 000

445 000

331 000

353 000

331 000

Desagregação por denominação:

Denominação

€5

€10

€20

€50

€100

€200

€500

Desagregação percentual

1.0%

2.4%

36.9%

47.6%

9.0%

1.6%

1.5%

Durante o primeiro semestre de 2017:

  • as notas de €20 e €50 continuaram a ser as mais contrafeitas, representando, em conjunto, 85% do total de contrafações;
  • a maioria (96.7%) das notas contrafeitas foi detetada em países da área do euro, tendo cerca de 2.3% das notas sido apreendidas em Estados-Membros da União Europeia não pertencentes à área do euro e 1.0% sido detetadas em outras partes do mundo.

Verifique as notas que recebe!

Desde o lançamento da primeira série de notas de euro, o Eurosistema – ou seja, o Banco Central Europeu (BCE) e os 19 bancos centrais nacionais da área do euro – aconselha os cidadãos a estarem atentos e a verificarem as notas que recebem. As notas verdadeiras podem ser identificadas através do método “tocar, observar e inclinar”, descrito na secção dedicada ao euro do sítio do BCE e nos sítios dos bancos centrais nacionais. Se receber uma nota suspeita, deve compará-la com outra que saiba ser verdadeira. Caso as suas suspeitas se confirmem, contacte as autoridades policiais ou, dependendo da prática nacional, o banco central nacional ou o seu próprio banco. O Eurosistema apoia as autoridades policiais no combate à contrafação de moeda.

O Eurosistema desenvolve diversas atividades de comunicação para ajudar as pessoas a distinguir entre notas genuínas e contrafeitas, bem como para auxiliar os profissionais que operam com numerário a assegurar que as máquinas de tratamento e processamento de notas podem identificar com fiabilidade e retirar de circulação as contrafações.

Compete ao Eurosistema salvaguardar a integridade das notas de euro e continuar a melhorar a tecnologia de produção de notas. A segunda série de notas de euro, a série “Europa”, é ainda mais segura e contribuiu para manter a confiança do público na moeda.

A nova nota de €50, que incorpora elementos de segurança inovadores, entrou em circulação em 4 de abril de 2017. Os fabricantes e outros fornecedores de equipamento de notas continuarão a receber apoio do Eurosistema na adaptação das respetivas máquinas e dispositivos de autenticação à nova nota. Os operadores/proprietários de equipamento ainda não apto a aceitar a nova nota devem contactar, sem demora, os respetivos fornecedores ou fabricantes.

Para resposta a eventuais perguntas dos meios de comunicação social, contactar Eszter Miltényi-Torstensson (tel.: +49 69 1344 8034).

Contactos de imprensa