Banco Central Europeu (1998 até ao presente)

Em 1 de junho de 1998, o BCE substituiu o Instituto Monetário Europeu (IME), cujo Presidente, Willem Frederik Duisenberg, veio a tornar-se o primeiro Presidente do BCE, o que foi visto como um sinal de continuidade. O BCE herdou não só um vasto conjunto de trabalhos preparatórios, mas também a infraestrutura completa do IME, incluindo um quadro de pessoal preparado para exercer as suas funções no BCE. Não obstante, a estrutura organizativa do BCE apresentava, em muitos aspetos, diferenças face à do IME, tendo sido objeto de alterações desde essa data.

Os trabalhos preparatórios do IME contribuíram para a criação do BCE, tendo a introdução do euro como moeda escritural em 1 de janeiro de 1999 e a transição para o euro fiduciário em 1 de janeiro de 2002 constituído etapas decisivas.

Sobre o Banco Central Europeu

Os registos históricos do BCE compreendem dossiês relativos às reuniões dos órgãos de decisão da instituição, atos e instrumentos jurídicos, atas dos comités do Sistema Europeu de Bancos Centrais e outros registos de natureza operacional ou administrativa.

Os registos já divulgados publicamente encontram-se disponíveis na secção pertinente do Registo Público de Documentos