COMUNICADO

Decisões de política monetária

27 de Abril de 2000

No seguimento da análise regular das perspectivas para a evolução dos preços na área do euro, com base nos dados monetários, financeiros e económicos mais recentes, o Conselho do BCE tomou as seguintes decisões de política monetária, na reunião de hoje:

  1. A taxa de juro das operações principais de refinanciamento do Eurosistema será aumentada em 0.25 pontos percentuais, passado para 3.75%, com efeitos a partir da operação a liquidar em 4 de Maio de 2000.

  2. A taxa de juro da facilidade permanente de cedência de liquidez será aumentada 0.25 pontos percentuais, passando para 4.75%, com efeitos a partir de 28 de Abril de 2000.

  3. A taxa de juro da facilidade de depósito será aumentada 0.25 pontos percentuais, passando para 2.75%, com efeitos a partir de 28 de Abril de 2000.

Com as decisões de hoje, o Conselho do BCE prossegue, de forma preventiva, a sua política de reacção contra os riscos ascendentes para a estabilidade de preços a médio prazo. Deste modo, a política monetária contribui da melhor forma para assegurar a sustentabilidade da actual fase de forte crescimento económico não inflacionista.

Durante o debate, o Conselho do BCE confirmou a avaliação apresentada pelo Presidente do BCE no seu discurso introdutório aquando da conferência de imprensa, realizada após a reunião do Conselho do BCE de 13 de Abril, assim como a avaliação apresentada na edição do Boletim Mensal do BCE que se seguiu. Tendo em conta as perspectivas de forte expansão económica, o Conselho do BCE expressou especial preocupação em relação aos riscos ascendentes para a estabilidade de preços resultantes do forte crescimento dos agregados monetários e do crédito, assim como resultantes do actual nível da taxa de câmbio do euro.

O Conselho do BCE discutiu a evolução recente das taxas de câmbio das principais moedas, incluindo a recente descida do euro e analisou as suas possíveis implicações para a estabilidade de preços na área do euro. O BCE considera que o presente nível do euro não reflecte os fortes fundamentos económicos da área do euro.

Contactos de imprensa