COMUNICADO

Informação semestral sobre a contrafacção do euro

22 de Julho de 2004

No primeiro semestre de 2004, foi retirado de circulação um total de 307 223 contrafacções de notas de banco denominadas em euro. Este número é idêntico ao registado no segundo semestre de 2003, quando foram retiradas de circulação quase 312 000 contrafacções de notas.

A desagregação por denominação é a seguinte:

€5 €10 €20 €50 €100 €200 €500 Total
Quantidade 3 258 7 955 86 671 133 921 65 393 8 889 1 136 307 223
Desagregação por denominação (em %) 1.0 2.6 28.2 43.6 21.3 2.9 0.4 100%

Estes valores devem ser vistos na óptica do número de notas genuínas em circulação (cerca de nove mil milhões). Pode ser enganador comparar os números respeitantes às contrafacções do euro com os de outras moedas, uma vez que algumas moedas têm (ou tiveram) valores, padrões de circulação e volumes diferentes. Decorridos mais de dois anos após a entrada em circulação das notas de euro, assume muito maior relevância uma comparação em termos históricos.

Os cidadãos devem ter confiança na qualidade e nas características de segurança das notas de euro. Contudo, o BCE continua a aconselhar o público a manter-se atento quanto à possibilidade de receber uma contrafacção. É possível distinguir facilmente a grande maioria das contrafacções de notas de euro das notas genuínas através da utilização do teste TOCAR-OBSERVAR-INCLINAR, de fácil aplicação, descrito no material informativo do Eurosistema[1]. Até as contrafacções de boa qualidade podem ser detectadas se este método for cuidadosamente aplicado. Em caso de dúvida, uma nota suspeita deve ser comparada com outra que se saiba ser genuína.

O Eurosistema mantém uma cooperação muito estreita com a Europol, a Interpol, a Comissão Europeia e com as forças policiais nacionais na luta contra a contrafacção. Qualquer cidadão que receba uma nota contrafeita deve entregá-la à polícia local, fornecendo o maior número possível de pormenores acerca da sua origem.

Contactos de imprensa