Relações e análise a nível internacional

O BCE coopera à escala internacional no desempenho das atribuições cometidas ao Eurosistema e ao Mecanismo Único de Supervisão. Essa cooperação inclui:

  • a elaboração e representação de posições em termos de políticas nos domínios da sua competência
  • o intercâmbio de informação e de opiniões e a avaliação da evolução económica em conjunto com outros decisores de políticas em organizações e fóruns multilaterais, bem como a nível bilateral
  • a interação com instituições internacionais no contexto do seu seguimento da área do euro e da política monetária do BCE, tais como o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económicos (OCDE)
  • a participação em esforços internacionais no sentido de desenvolver regras e melhores práticas para aumentar a estabilidade financeira, bem como a eficiência e a transparência da tomada de decisões de política

A cooperação internacional é voluntária e não vinculativa, pelo que não interfere com o mandato e a independência do BCE. O BCE pode, em circunstâncias excecionais, coordenar a sua atuação com a de bancos centrais de países não pertencentes à área do euro, à semelhança do que ocorreu durante a crise financeira mundial.

Participação em instituições e fóruns internacionais

Fundo Monetário Internacional (FMI)

O BCE tem o estatuto de observador permanente no FMI. Pode participar nas reuniões do Conselho de Administração do FMI sobre temas específicos e temas relevantes para o mandato do BCE.

Grupo dos Vinte (G20)

O BCE participa, como parte integrante da delegação da União Europeia (UE), nas reuniões dos ministros das Finanças e governadores dos bancos centrais do G20 e respetivas subestruturas. Participa igualmente nas reuniões dos ministros das Finanças e governadores dos bancos centrais do G7.

Banco de Pagamentos Internacionais (Bank for International Settlements – BIS)

O BCE é membro e acionista do BIS, integrando os órgãos de direção e de supervisão, bem como todos os comités e grupos de trabalho da instituição, incluindo:

  • o Comité de Basileia de Supervisão Bancária
  • o Comité de Pagamentos e Infraestruturas de Mercado
  • o Comité sobre o Sistema Financeiro Global
  • o Comité de Mercados
Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económicos (OCDE)

O BCE faz parte de diversos comités e grupos de trabalho da OCDE, onde atua como membro independente da delegação da UE, a par da Comissão Europeia.

Conselho de Estabilidade Financeira (Financial Stability BoardFSB)

O BCE participa no FSB e em várias das suas subestruturas.

Relações com bancos centrais não pertencentes à UE

O BCE mantém relações com bancos centrais de economias avançadas e de economias emergentes fora da UE. O intercâmbio de pontos de vista e de informação permite ao BCE conhecer melhor a conjuntura externa da área do euro e explicar as suas políticas.

O BCE está também envolvido na cooperação técnica entre bancos centrais.

Análise de assuntos internacionais

O BCE acompanha e analisa um vasto leque de questões económicas, financeiras e monetárias de cariz internacional, que são relevantes para a consecução do seu mandato. Tal inclui:

  • o acompanhamento e a análise das condições económicas e da evolução cíclica da economia mundial e das políticas pertinentes em países terceiros (mais informação)
  • a elaboração de projeções macroeconómicas do enquadramento externo da área do euro e a realização de simulações e análises de cenários relacionadas com esse enquadramento
  • o acompanhamento do papel internacional do euro
  • a análise de questões relacionadas com a arquitetura financeira internacional e outros temas relevantes em termos de políticas