COMUNICADO

Adesão de Chipre e Malta à área do euro

1 de Janeiro de 2008

O euro foi hoje introduzido em Chipre e Malta, aumentando, assim, para quinze o número de Estados-Membros da União Europeia (UE) que utilizam a moeda única. O Banco Central Europeu (BCE) acolhe com agrado este novo alargamento da área do euro.

Em resultado da adopção do euro por Chipre e Malta, o Central Bank of Cyprus e o Bank Ċentrali ta’ Malta/Central Bank of Malta são agora membros de pleno direito do Eurosistema, com os mesmos direitos e obrigações que os 13 bancos centrais nacionais dos restantes Estados-Membros da UE que adoptaram o euro. Nos termos do Artigo 49.º dos Estatutos do Sistema Europeu de Bancos Centrais e do Banco Central Europeu, o Central Bank of Cyprus e o Bank Ċentrali ta’ Malta/Central Bank of Malta efectuaram o pagamento do remanescente das suas contribuições para o capital do BCE e transferiram igualmente as respectivas contribuições para os activos de reserva do BCE.

A integração das instituições financeiras monetárias (IFM) cipriotas e maltesas no sistema bancário da área do euro em 1 de Janeiro de 2008 já foi tomada em consideração na determinação das necessidades de liquidez da área do euro e na colocação de referência divulgadas em 27 e 28 de Dezembro de 2007. As contrapartes cipriotas e maltesas do Eurosistema poderão participar pela primeira vez nas operações principais de refinanciamento do Eurosistema em 3 de Janeiro de 2008.

As listas de IFM localizadas em Chipre e Malta que estão sujeitas a reservas mínimas são publicadas no site do BCE, como acontece com as listas de IFM localizadas em outros Estados-Membros da UE que adoptaram o euro. As listas de activos localizados em Chipre e Malta elegíveis como garantia para as operações de crédito do Eurosistema encontram-se também disponíveis no site do BCE. http://www.ecb.europa.eu

Contactos de imprensa