O que é a Bitcoin?

13 de fevereiro de 2018

Bitcoin é a designação de uma moeda virtual. Mas em que consiste e o que significa para as moedas reais?

Basicamente, trata-se de um código digital, que pode ser transacionado por via eletrónica, não existindo sob uma forma física. As Bitcoins são criadas e rastreadas por uma rede de computadores, através de fórmulas matemáticas complexas, e não por uma única autoridade ou organização.

Portanto, a Bitcoin é certamente virtual, mas não é uma moeda. Porque não?

Bitcoin

Não é protegida por nenhuma autoridade

A Bitcoin não é emitida por uma autoridade pública central. Quando se tem, por exemplo, uma nota de 10 euros, o BCE garante o direito de efetuar pagamentos com ela em toda a área do euro. No caso da Bitcoin, nenhuma entidade garante o direito de a utilizar nem se dedica a manter o seu valor estável.
Bitcoin

Não é uma forma de pagamento geralmente aceite

Se a Bitcoin fosse uma moeda, seria de esperar que pudesse ser amplamente utilizada. Mas, de facto, são muito poucos os locais que a aceitam como meio de pagamento. E, quando é aceite, as transações são lentas e onerosas.
Bitcoin

Os utilizadores não estão protegidos

A Bitcoin pode ser roubada por piratas informáticos. Se isso acontecer, o utilizador não dispõe de qualquer proteção legal.
Bitcoin

É demasiado volátil

Uma moeda deve constituir uma reserva de valor fiável para que os utilizadores possam ter a certeza de que, com o dinheiro que têm, poderão comprar aproximadamente a mesma quantidade de bens hoje, amanhã ou daqui a um ano. A Bitcoin não é estável. O seu valor aumentou e diminuiu drasticamente no espaço de apenas alguns dias.

Se não é uma moeda, o que é?

A Bitcoin é um ativo especulativo. Dito de outra forma, é algo em que se pode investir para obter lucro, mas com o risco de perda do investimento.

O BCE irá proibir a Bitcoin?

Não é da competência do BCE proibir ou regular a Bitcoin ou outras criptomoedas. No entanto, na ausência de defesa do consumidor, é importante agir com cautela.